CONECTE-SE
LOCALIZAÇÃO

Carmelo da Imaculada Conceição
Bom Jesus
4715 - 261 BRAGA
Tel. 253 676 576 
E-mail: carmelobraga@carmelitas.pt

Monjas Descalças  da Ordem da Bem Aventurada Virgem Maria do Monte Carmelo. Mais conhecidas por CARMELITAS DESCALÇAS

SOBRE NÓS
  • YouTube Social  Icon

       Quando Sta. Teresa realizava o seu projecto, a Divina Providência deu-lhe por companheiro S. João da Cruz, comunicando-lhe o mesmo espírito. O Santo reconheceu nela a mãe do Carmelo renovado, atribuindo-lhe o carisma que Deus concede aos fundadores.

CARISMA TERESIANO

       A origem da família teresiana no Carmelo e o sentido da sua vocação na Igreja estão expressamente ligados ao processo de vida espiritual e ao carisma de Santa Teresa de Jesus; sobretudo às graças místicas que a impulsionaram a renovar o Carmelo, orientando-o completamente para a oração e a contemplação das coisas divinas.   

       A progressiva experiência mística com que a Santa penetra e quase revive em si mesma a vida da Igreja: as suas dores, a nova ruptura da sua unidade, contribui para o desenvolvimento e clarificação do projecto original. Comovida diante destes acontecimentos, imprime à sua vida e à nova família do Carmelo um sentido apostólico.

       A plenitude da vocação do Carmelo teresiano é fruto da experiência que iluminou Sta. Teresa, fixando o seu olhar nos povos ainda não cristãos, abrindo-se à contemplação do vasto horizonte missionário. À luz destas perspectivas eclesiais, o espírito apostólico da Santa chega à sua plena manifestação. Nasce o desejo de aumentar a família das primeiras Carmelitas Descalças e estender a sua obra, fundando os Carmelitas Descalços, para que, participando do mesmo espírito, ajudem as monjas a viver a vocação comum e, além disso, sirvam a Igreja com a oração e a actividade apostólica.

ORIGENS DO CARMELO

       As origens do Carmelo, o título da “Bem-aventurada Virgem Maria do Monte Carmelo” e as antigas tradições espirituais demonstram a índole mariana e bíblica da vocação carmelitana.

       A Ordem, ao escolher a Virgem Maria por Mãe e Padroeira, busca amparo sob a Sua protecção; e vê, no mistério da Sua vida e da Sua união com Cristo, um modelo ideal de consagração. 

       Olhando para os veneráveis Padres antigos, especialmente para o Profeta Elias, como seu inspirador, a Ordem toma consciência mais viva da sua vocação contemplativa, orientada completamente para a escuta da Palavra de Deus e para a busca do «tesouro mais valioso», em solidão completa e separação total do mundo.

     A primeira “Fórmula de Vida” carmelitana encontra-se expressa na “Regra de Sto. Alberto”, Patriarca de Jerusalém.

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now